Capítulo 2 - Flanelógrafo

O flanelógrafo é um recurso de ensino visual, como tal é um componente do ambiente da aprendizagem que dá origem à estimulação para o aluno. Denominam-se recursos audiovisuais aqueles que estimulam a visão e/ou audição. Esses recursos colaboram para aproximar a aprendizagem de situações reais da vida. O flanelógrafo serve para ilustrar textos lidos ou narrados; ilustrar conceitos numéricos; apresentar figuras geométricas e trabalhar com conjuntos. Permite que o professor retire e acrescente peças no ritmo da aula adequado ao desenvolvimento da aula, favorece ao proceso de ensino dinâmico, favorece conceituação mais próximas da realidade.Quando ilustramos o que falamos, tornamos nossas idéias e conceitos mais concretos e permite a participação da classe, até mesmo na preparação das peças para o flanelógrafo.(PILET, Claudino.Didática Geral. 10. ed.São Paulo:Ática,1989.)
Helena Cristina Ramalho Farias Greenhalgh

sm (flanela+grafo) Tábua de exibição, coberta de flanela ou feltro, à qual adere o material a ser exibido (ilustração de uma lição, p ex) quando comprimido fortemente contra ela, por ter o verso apropriadamente preparado. Hoje em dia também podemos fazer uso de outros materiais para a montagem do projeto, tais como, EVA, cartolinas e outros produtos que possam ser reaproveitados de uma coleta seletiva: caixas de sapato, tampas de garrafa e etc.
Fonte:
http://www.dicio.com.br/flanelografo/

O flanelógrafo era bastante utilizado nas décadas de 60 e 70. Normalmente, era o próprio professor que confeccionava com um pedaço de compensado forrado de feltro ou flanela. As figuras tinham uma lixa colada atrás o que as tornava aderentes. Na maioria das vezes era usado para enriquecer narrativas de histórias infantis. Neste caso, as figuras eram colocadas a medida em que o professor contava a história.

(Lilia de Andrade Levy)

Abaixo um video, retirado do youtube, ensinando passo a passo a fazer um flanlógrafo:

http://www.youtube.com/watch?v=mCq2cS0v7c8
Passo a passo


(Maria Jose Martelleto)

O flanelógrafo é uma ferramenta muito adequada para se utilizar em sala de aula no atividade de contação de histórias. Ele fixa a atenção das crianças por mais tempo, pois elas podem participar da atividade e não somente escutar as histórias. Também é muito importante pois desenvolve o lado criativo dos alunos. As crianças se divertem muito pois os personagens ficam soltos e se movimentam ao longo da história.
Abaixo está uma foto de um flanelógrafo:


external image flanel%C3%B3grafo3.JPG
(Lucilia Gouvêa VIeira)


NOVAS IDÉIAS

Para refinar e atualizar as formas de contar historias em flanelografos, podemos tomar como inspiracao o trabalho desenvolvido pelo grupo Tapetes Contadores de histórias. O material utilizado pelo grupo assemelha-se em alguns casos aos antigos flanelógrafos. O grupo utiliza cenários e personagens feitos de tecido. Os cenários surgem de malas, panos que se se desenrolam, tapetes abertos no chao ou apoiados em caixas, bonecos que percorrem esses cenarios, ficando fixos ou sendo manipulados pelos contadores nos remetem a maneira de contar historias em flanelografos, com muito mais sofisticacao, dinamismo e beleza.
Há tambem as pecas de teatro do grupo, onde os pequenos cenarios se tornam gigantestos.
Abaixo podemos ver fotos de contaçoes feitas pelo grupo. Podemos retirar daí muitas ideias que podemos fazer em sala de aula.



Para conhecer mais entre no site:
Tapetes Contadores de historias

Abaixo um video de uma peça de teatro feita pelo grupo, levando a ideia inicial para o tamanho de um palco.



http://www.youtube.com/watch?v=7q5GzxE-4Zc

http://www.flickr.com/photos/40407126@N07/3886943283/in/photostream/


Tamara Prado

Aprenda a fazer histórias de flanelógrafo - Oportunidade de participação ativa e direta, contribui para desenvolver o espírito criativo, tanto do professor quanto da criança



A história de flanelógrafo consiste num processo dinâmico e progressivo de aprendizagem em pequenas etapas. Possibilita fixar a atenção das crianças por mais tempo, à medida que elas participam da atividade.
O flanelógrafo trabalha a narratividade da imagem associada à linguagem verbal das mais diversas formas, já que a sua estrutura permite uma multiplicidade de narrativas sobre um mesmo tema. O esquema aceita que o diálogo seja estabelecido por todos os atores envolvidos no processo, fazendo com que haja uma troca de saberes entre todos.
A atenção da criança é gerada pelo fato dos seus personagens ficarem soltos no quadro, podendo movimentar-se à vontade, enquanto a história se desenrola. As gravuras ficam bem destacadas do fundo, não há muitos detalhes, mas apenas o essencial para ilustrar o conto.
O curso de educação infantil “Confecção de Histórias de Flanelógrafo”, elaborado pelo CPT – Centro de Produções Técnicas, tem como objetivo auxiliar o professor no trabalho de confecção e escolha de textos para histórias. A coordenação técnica ficou a cargo da professora Luciana Fiel, economista doméstica e mestre em educação infantil pela UFV – Universidade Federal de Viçosa.

Ana Cecilia Almeida Magalhães