Capítulo 3 - Mural didático

Capítulo 3 - Mural didático
Por:
  • Ana Thereza
  • Letícia Medeiros
  • Marcilene Lopes Leal Sameiro
  • Simone Fernandes


MURAL DIDÁTICO

Os murais apresentam características pedagógicas e culturais focalizados no ensino aprendizagem, os mesmos são expostos nos espaços da escola e da sala de aula, onde encontramos as exposições de produções de alunos e professores com atividades individuais e grupais.

A estratégia dessa ferramenta é importante para se trabalhar todos os tipos de atividades como: informativos, comemoração de datas festivas, pesquisas, exposições de trabalho e várias outras que proporcionam resultados bastante satisfatórios e enriquecedores, pois é notória a participação ativa dos alunos a integração social e a troca de informações e experiência, resultando assim, a construção de conhecimento sendo algo perceptível nas atividades propostas.

Parece ser muito fácil confeccionar um mural e pregá-lo na parede, mas a sua função social vai muito, além disso, para fazer um mural escolar temos que usar nossa criatividade, inteligência, senso de organização, manter tudo limpinho e saber onde expor ou colar os cartazes. É importante verificar se o que vai ser exposto esclarece, chama a atenção ou orienta o leitor analisando bem qual a finalidade do mural e o objetivo dele ao ser apresentado.

Ao mesmo tempo em que os murais expressam o universo simbólico das atividades, eles também possui uma dimensão pedagógica e uma função formativa, mas devemos ter atenção, pois os murais não são apenas para serem observados, mas para serem lidos e compreendidos, não devemos priorizar a estética, mas ter cuidado com o conteúdo, pois este sim é de extrema importância.

Os murais devem contribuir de forma eficaz no sentido de socializar o universo da cultura, da escrita e da informação, priorizando a divulgação dos assuntos relevantes e que fazem parte de nossa realidade.

Como que os professores podem desenvolver, de forma efetiva, a função de mediadores se não trabalharem dessa forma? Buscando a informação a criatividade e o desenvolvimento cognitivo e cultural, que devem ser explorados nos murais, até porque essas são características fundamentais para elaboração e confecção deles, sem esquecer que os mesmos fazem parte de uma boa proposta de ensino.

O mural didático, de acordo com Piletti (2006), é um conjunto de elementos subordinados a um tema, dispostos harmoniosamente com o fim de transmitir determinada mensagem. Formatados como quadros onde colocamos alguns textos e ilustrações, que serão utilizados no dia-a-dia da sala de aula, necessitando de explicações que deve permanecer por tempo suficiente para a aprendizagem ser recebida. Pode ser utilizado para falar sobre qualquer tema, como por exemplo:

CUIDADO COM O MEIO AMBIENTE: A FALTA DE ÁGUA NO PLANETA
Falta_de_água.jpg
Figura 1- A falta de água no planeta


PIRÂMIDE ALIMENTÍCIA (em Inglês)
Foods.jpg


Figura 2- Foods (Alimentos)
Obs.: Pode-se aproveitar para desenvolver o conteúdo de forma interdisciplinar.

Os murais podem ser confeccionados de várias tipos, fixo ou móvel, com a base de cortiça, madeira, papelão, eucatex, isopor, forrado com tecido, feltro, flanela, plástico etc. Tem como função expor os trabalhos dos alunos, apresentar assuntos de forma esquematizada, despertar o interesse para o início do estudo de uma unidade, afixar jornais de classe, avisos, horários, etc. Assim como, dar destaque a comemorações, acontecimentos importantes, datas cívicas, e expor recortes de jornais e revistas sobre assuntos relacionados com os tópicos abordados. Alguns objetivos importantes do mural didático no desenvolvimento dos alunos são:

  • Despertar o interesse do aluno;

  • Transmitir informações;

  • Desenvolver a capacidade de auto-expressão;

  • Estimular o trabalho em equipe.

EXEMPLOS DE MURAIS:
P1000147.JPG

PIL
P1000145.JPG

P1000141.JPG Re


REReferência Bibliográfica: PILETTI, Claudino. Didática geral. Série Educação. 23 Editora: São Paulo, Ática, 2006.