GRUPO- 4 OS CONTEXTUALIZADORES
Capítulo 4 - Quadro de pregas

Trata-se,realmente de um ótimo recurso instrucional, é um mini quadro de pregas para cada aluno e todos o utilizam para formar palavras encaixando as sílabas e também formando frases que dita para eles procurarem as palavras para formar. É o melhor recurso para ensinar a ler, além disso, desenvolver o cognitivo do educando, através de montagem artesanal, o educando forma grupo de frases, as crianças se familiarizam com as palavras e para cada aluno poder formar também a sua frase desenvolvento a criatividade e a emoção de cada um.

O quadro-de-pregas é um recurso visual versátil de fácil confecção, de pouco custo e útil para o professor. Serve de apoio de informação, apresentando-as de forma gradual e dinâmica. Pode ser utilizado em qualquer área de ensino, inclusive é muito usado no ensino da leitura e da escrita.


O quadro de pregas tem várias vantagens:
- Pode ser fixado na parede
- Fácil de transportar de uma sala para outra
- Não requer uso de eletricidade
- Fácil de usar e de baixo custo
- Pode ser usado pelo professor e aluno
- Disponível na maioria das salas de aula
- As fichas podem ser preparadas com antecedência
- Vários podem ser usados ao mesmo tempo

Como se pode deduzir pelo nome, o quadro-de-pregas, consiste geralmente, numa base de superfície retangular, nas medidas que pretendermos e acharmos melhor, feita de tecido ou de papel forte que dê firmeza as pregas e, sobre essa superfície resistente, prende-se uma ou duas folhas de papel ou tecido, disposto em pregas regulares e fixado por um aro retangular de madeira ou papel cartão. Se pretendermos, por exemplo, elaborarmos um quadro retangular deste tipo, com as dimensões de 120cm de largura por 90cm de altura e com pregas de dois em dois centímetros com dois centímetros de profundidade, necessitaremos de tecido ou, preferentemente, de papel forte, por exemplo, papel de cenário branco ou creme, com as dimensões de 120cm de largura por 216cm de altura, e de oito réguas de madeira ou papel cartão, cortadas nas dimensões pretendidas, com 2cm de largura e 0,5cm de espessura, e pregos finos com 9 mm de comprimento( se for madeira) ou poderemo ou cola (se for papel cartão) para a montar o quadro.

  • A primeira etapa na sua confecção (ilustrada pela figura 1) consiste em marcar com uma régua, de maneira rigorosa, as zonas de dobragem, de modo a obterem-se pregas rigorosamente paralelas e uniformes, de acordo com as medidas indicadas: 4cm + 2cm., sucessivamente
Figura 1: Quadro de pregas. Primeira fase da sua construção

http://2.bp.blogspot.com/_gOw3Is4HmE4/TFGbN6evTlI/AAAAAAAAAF4/5ky7ilQYm3U/s1600/quadro+de+pregas.jpg
http://2.bp.blogspot.com/_gOw3Is4HmE4/TFGbN6evTlI/AAAAAAAAAF4/5ky7ilQYm3U/s1600/quadro+de+pregas.jpg
  • A segunda etapa (ilustrada pela figura 2) consiste em vincar e dobrar uniformemente toda a superfície, de maneira a obter-se um quadro semelhante a uma saia de pregas, cuja dimensão final acabará por ficar nas medidas pretendidas para o quadro, ou seja, 120cm x 90cm

Figura 2: Quadro de pregas. Segunda fase da construção: dobragem das pregas
http://3.bp.blogspot.com/_gOw3Is4HmE4/TFGbww2k--I/AAAAAAAAAGA/Gh56QKikFQY/s1600/quadro+de+pregas.jpg01.jpg
http://3.bp.blogspot.com/_gOw3Is4HmE4/TFGbww2k--I/AAAAAAAAAGA/Gh56QKikFQY/s1600/quadro+de+pregas.jpg01.jpg
  • A terceira e última etapa consistirá em fixar a superfície obtida numa moldura dupla de madeira ou papel cartão, nas dimensões do quadro, constituída por réguas de madeira ou papel cartão com 2cm de largura por 0,5cm , de maneira que as pregas fiquem seguras nas extremidades, presas entre as réguas de madeira ou de papel cartão e com toda a superfície devidamente esticada. Para tornarmos o quadro mais resistente aos eventuais acidentes de utilização, mas também ligeiramente mais pesado, poderemos reforçar a parte posterior com uma prancha de cartolina grossa ou uma placa fina de contraplacado. Mas para aumento da sua resistência, será mais que suficiente revestir a parte posterior com uma cobertura de plástico auto-adesivo. Deste modo, sem aumento substancial de peso de toda a estrutura, se obterá um quadro suficientemente resistente, capaz de suportar muitos anos de útil serviço.
  • Obtido o quadro de pregas, bastará colocá-lo onde pretendermos, suspenso de um prego ou sobre um cavalete, nada mais lhe faltando do que o «software» adequado, ou seja, o material de apoio audiovisual usado no quadro, que iremos construindo à medida das nossas necessidades.

Figura 3: Quadro de pregas. Aspecto final, com um cartão nele exposto.

http://4.bp.blogspot.com/_gOw3Is4HmE4/TFGcp0chHnI/AAAAAAAAAGI/W73VQKWEO7Q/s1600/quadro+de+pregas+02.jpg
http://4.bp.blogspot.com/_gOw3Is4HmE4/TFGcp0chHnI/AAAAAAAAAGI/W73VQKWEO7Q/s1600/quadro+de+pregas+02.jpg



EXEMPLO DE ATIVIDADES COM O NOME UTILIZANDO O QUADRO DE PREGAS
  1. Achar o seu crachá que estará embaralhado no meio da roda e colocar no quadro de pregas de letras de acordo com a inicial do nome, os crachás restantes deverão ser contados, pois são os alunos ausentes.
  2. Batata-Quente, onde todos em roda ouvem uma música, enquanto vai passando um objeto qualquer ; o parar a música, quem estiver com o objeto deverá dizer o seu nome, pegar o seu crachá no meio da roda, indentificando-o dentre os demais e guardá-lo no quadro de pregas, na respectiva inicial.
  3. Todos em roda, em pé, recebem um crachá qualquer, ao sinal da professora c ada um deverá ir em busca de quem está com o seu crachá;ao encontrar, troque de crachá e coloque-o no quadro de pregas;
  4. Escolher no meio da roda um crachá de um amigo e entregá-lo ao seu dono que deverá guardá-lo no quadro de pregas.
  5. Cada um ao chegar, deverá localizar o seu crachá na mesa, escrever o seu nome na lousa e guardar o crachá no quadro de pregas;contaremos quantas crianças vieram e quantas faltaram;
  6. Cada um deverá pegar o seu crachá que estará no meio da roda, então cada um contará a quantidade de letras que tem o seu nome e deverá encontrar amigos que têm a mesma quantidade de letras. Os crachás serão colocados no quadro de pregas na ordem crescente da quantidade de letras, isto é, do nome menor para o maior.
  7. Cada um pega o seu crachá no quadro de pregas e anda aleatóriamente pela sala. Ao sinal da professora deverão fazer uma cobra colocando os crachás em ordem alfabética observando a letra inicial; falar onde mais usamos esta ordem( agenda telefônica, dicionário,lista da escola, etc);